Especial Artesanato Brasileiro - Parte II

11 de julho, 2018

comentários

Continuando a imersão nos tipos de artesanatos brasileiros, confira abaixo os demais estilos e, ao final do post, a surpresa da Condor!



A arte de trançar fibras, deixada pelos índios, inclui esteiras, redes, balaios, chapéus, peneiras e outros. Quanto à decoração, os objetos de trançados possuem uma imensa variedade, explorada através de formas geométricas, espessuras diferentes, corantes e outros materiais. Os índios possuem grande habilidade para tecelagem, já que sua prática e conhecimento dos trançados e cestarias é bastante desenvolvida. No artesanato de cestas e trançados, destacam-se as tribos do alto Amazonas e Solimões, influenciados pelos povos andinos.

Na confecção manual de tecidos, utilizam-se dois processos, o vertical e o horizontal. O vertical foi um processo que muito difundiu-se entre os índios amazônicos e mato-grossenses, utilizando o processo para produção de redes. As combinações de fios podem produzir diferentes texturas, com efeitos de alto e baixo relevo. É padronizada em geral por motivos geométricos e linhas retas. Apenas tecelões da Bahia produzem o chamado "pano-da-costa", que oferecem padrões figurativos. Alguns padrões geométricos são conhecidos como: xadrez, pé de gato, redemoinho, tamborete, flor de aurora, olho de perdiz, caracol, mosquitinho e quadrinho.

O Estado do Mato Grosso produz redes de intenso colorido através da técnica de "lavrado". O Maranhão, produz as mesmas redes com finos acabamentos. O Pará e o Amazonas apresentam em sua produção, ricas redes de tucum, espécie de linho do vale. Na cestaria do Norte e Nordeste, os materiais mais usados são: palha, cipó, tucum, taboca, buriti, carnaúba, vime e taboa. Na Bahia, em especial, também se usa a piaçaba.


Cada grupo ou tribo indígena tem seu próprio artesanato. Em geral, a tinta usada pelas tribos é totalmente natural, vinda de árvores ou de frutos. Os adornos e a arte plumária são outro importante trabalho indígena.

A grande maioria de tribos desenvolve a cerâmica e a cestaria. Os cestos são, em sua maioria, feitos a partir de folhas de palmeiras e usados para guardar alimentos. Já na cerâmica, são produzidos vasos e panelas de barro modelado. Para a música, usada como passatempo ou em rituais sagrados, os índios desenvolveram flautas e chocalhos.


A área de artesanato têxtil é uma das mais populares com toda certeza, caracteriza se em é todo aquele artesanato que envolve linhas, fios ou tecidos. Bons exemplos disso, são as peças de Artesanato em Patchwork, Tricô, Artesanato em Crochê, Tecelagem, Artesanato em Fuxico ou até mesmo tinturaria.

Nas regiões Norte e Nordeste a tecelagem é fonte de renda de muitas pessoas que confeccionam redes, mantas, tapetes e almofadas artesanalmente. São bem rentáveis pois com poucos materiais podem ser feitos inúmeros trabalhos, desde roupas até decoração.


A cestaria é um tipo de artesanato que os povos indígenas sempre fizeram e que passada de geração em geração como herança cultural, e é bastante praticada por brasileiros das regiões Norte e Nordeste.  Como exemplo temos as cestarias do Pará que é rica em fibras naturais de árvores nativas da floresta Amazônica e que são usadas pelos povos indígenas, descendentes ou não para confeccionar cestos diversos, chapéus, redes, peneira e até balaios para carregar cargas e alimentos.

A arte de trançar fibras, deixada pelos índios, inclui esteiras, redes, balaios, chapéus, peneiras e outros. Quanto à decoração, os objetos de trançados possuem uma imensa variedade, explorada através de formas geométricas, espessuras diferentes, corantes e outros materiais. O artesanato de cestaria também pode ser feito com bambu, cipó, vime, palha de carnaúba, e palha de milho. Para pintar cestaria indica-se a linha amarela da Condor, as referências  são: 456, 454, 457 e 434.


O artesanato reciclável é um dos tipos de artesanatos que os brasileiros vêm explorando bastante! Porém é um trabalho que necessita de criatividade e imaginação para enxergar que algo que aparentemente seria lixo e pode se transformar em uma obra linda. E os materiais são achados dentro da nossa própria casa, como as garrafas PET, caixa de leite, e latas de alumínio.

O artesanato sustentável é quase um artesanato reciclado, muitas pessoas hoje no Brasil estão confeccionando peças artesanais de alto nível usando materiais sustentáveis, que tem como proposta é utilização de materiais naturais como fibras vegetais, tipo a fibra de bananeira, o capim dourado, fio de seda artesanal, fibra de coco, couro de bode, sementes.

CONCLUSÃO

A importância do artesanato no Brasil não é somente histórica, mas também social, pois, gera renda e promove a sustentabilidade, com diversas técnicas de aproveitamento de materiais. O Brasil possui uma vasta cultura e uma rica influência artística folclórica, um dos motivos é a grande variedade de materiais disponíveis naturalmente no país, sendo um dos povos que mais explora a arte criativa no mundo, principalmente no campo turístico. Hoje, o artesanato é valorizado como sendo um produto exclusivo com uma mão de obra única. Uma arte original e de alto valor cultural.

O artesanato começou junto com a nossa própria história. Os produtos artesanais era a necessidade de atribuir praticidade ao cotidiano, os bens utilizáveis para facilitar a vida no dia-a-dia, além de serem uma opção barata para obter o que se desejava. Com o tempo, o artesanato ultrapassou os limites da necessidade e se encaixou na esfera da expressão artística, sendo uma prática para produzir adornos e trabalhos artisticamente expressivos. O artesanato tem as mãos dadas com a História da Arte e a necessidade do homem de se expressar artisticamente.


E já que falamos sobre a cultura brasileira, nada melhor que abordar uma outra paixão do Brasil: o futebol! Para isso a Condor está lançando um desafio: as pessoas que criarem artes com os pincéis Condor no tema futebol, poderão concorrer a um kit de pincéis da Condor! Deixe a criatividade fluir e envie a sua arte pra gente até 18/07/2018 pelo e-mail: blogpinturacondor@gmail.com 

Siga o Mundo Condor e Brazil Artes no Instagram e confira o resultado no stories no dia 19/07/2018! @mundocondor @brazilartes

_____________________________________

FONTES UTILIZADAS:
Ministério da Cultura (MinC);
Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular;
Obvius Magazine;
Wikipedia;
Uol Educação;
Artesanato Brasil.

artesanato brasileiro

Agenda

Pintura Artística e Escolar

4 de Agosto de 2018 (Sábado) até 8 de Agosto de 2018 (Quarta-feira)

Mega Artesanal 2018

A Mega Artesanal está chegando! E a Condor, mais uma vez, marcará presença por lá com muitas novidades e atrações especiais. Além dos sorteios de quadros, lançamentos de produtos e outras surpresas, você vai poder aprender novas técnicas com os nossos parceiros. 

ver detalhes ver agenda completa

Você é artista?

Cadastre-se e receba notícias sobre os eventos e cursos da Condor

Cadastre-se aqui!