O consumidor cada vez mais consciente

30 de novembro, 2020

comentários
O mundo está diante de um processo de transformação intensa. O cenário - inédito para nossas gerações - provocado pela pandemia do novo coronavírus, além de muitas incertezas, vem impactando o mercado de bens de consumo e trazendo mudanças de hábitos e necessidades. Nos últimos seis meses, milhões de brasileiros tiveram suas rotinas transformadas e assimilaram, em seus lares, novas, mais frequentes e intensas práticas de higienização. Somando-se a isso, a COVID-19 também apresentou reflexos no emprego e na renda, influenciando fortemente a maneira como as famílias, que tiveram seu poder de compra afetado, gastam seu dinheiro.

O que antes era uma tendência, hoje se tornou uma realidade. Um estudo da KPMG sobre as tendências que afetarão o setor de varejo e a indústria nos próximos anos na América do Sul, realizado no segundo trimestre de 2020, aponta que as atuais circunstâncias globais tornaram os consumidores mais conectados, informados, exigentes, engajados e conscientes.

Mais cauteloso e diante de toda essa incerteza sobre o cenário econômico e a perspectiva de renda futura no Brasil, o shopper brasileiro passou a colocar o atributo preço como um dos mais relevantes na hora de escolher o que comprar. No entanto, esse consumidor ainda busca por produtos que, além de ter custo atrativo, ofereçam boa qualidade e sejam práticos.

A grande preocupação pela higienização também se transformou em um aumento na procura e no consumo de itens de limpeza e higiene, sempre indispensáveis, sobretudo quando se trata de uma crise sanitária. Uma recente pesquisa da Nielsen sobre o novo comportamento do consumidor durante a pandemia aponta a priorização de produtos essenciais para a contenção do vírus como uma das principais mudanças de hábito no Brasil. O cuidado em transformar a casa em um ambiente mais agradável e seguro também levou as pessoas a investir em reformas e manutenção dos lares.

Na Condor esse novo comportamento já se faz presente.

Há 91 anos produzimos bens de consumo diretamente ligados aos cuidados pessoais e com a casa. E, no último trimestre, acompanhamos em nossa operação um crescimento acentuado, nas linhas de limpeza, higiene bucal, beleza e pintura imobiliária.

Os produtos com maior procura foram os utensílios de limpeza, como panos, Mops, vassouras, luvas, esponjas, as linhas que remetem a cuidados pessoais, como as escovas dentais, escovas de cabelo e outros acessórios de beleza e banho e produtos ligados à reformas e manutenção das casas, como os pincéis imobiliários.

Uma das estratégias para que as empresas passem por este difícil momento é oferecer um mix de produtos assertivo aos consumidores. Porém, um bom resultado só é possível se feito de forma colaborativa e organizada. Neste sentido, é imprescindível investir em iniciativas e parcerias para enfrentar as mudanças que estão reconfigurando o setor e, principalmente, acreditar e fomentar a indústria do país e toda sua cadeia. 

100% brasileira, a Condor lançou há quatro meses uma campanha de valorização da indústria nacional - #euvalorizoaindustriabrasileira -, destacando a importância do consumo de produtos locais, e contribuindo para ajudar o nosso país a se reerguer o quantos antes.



*Alexandre Wiggers é Diretor Presidente da Condor, fabricante brasileira de itens de limpeza e produtos de higiene bucal, corporal e para pintura artística e imobiliária.

Ao clicar em "aceitar cookies", você concorda com o armazenamento de cookies em seu dispositivo para melhorar a sua navegação no site, além de contribuir para a análise de utilização do site e nas iniciativas de marketing.