Saúde bucal em idosos e os cuidados durante o coronavírus

28 de abril, 2020

comentários
Se tem uma coisa que a pandemia do coronavírus mudou na nossa rotina foi a nossa relação com a higiene pessoal, que ficou muito mais intensa, principalmente a limpeza das mãos. No entanto, os cuidados com a higiene bucal, em especial nos idosos, devem ser redobrados. 

Vale lembrar que a boca é porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à nossa saúde. Por isso, manter uma boa higiene bucal reduz as chances de crescimento de microrganismos que poderão circular pelo corpo e contribuir para a queda da imunidade.

Se você tem mais de 60 anos ou cuida de alguém em idade avançada, saiba que a falta de cuidados com a higiene bucal nesta fase pode causar uma série de doenças, entre elas: xerostomia (boca seca), cárie de raiz, lesão na mucosa bucal, doenças periodontais e bruxismo, que é o hábito de apertar e ranger os dentes. 

LEIA TAMBÉM: Osteoporose pode comprometer saúde dos dentes

Além de evitar esses problemas, ao seguir diariamente hábitos de higiene bucal, os idosos também reduzem as idas ao dentista, neste momento em que o isolamento social se faz necessário.

Higiene bucal dos idosos 


Na hora de fazer a higienização dos dentes naturais, opte por uma escova com cerdas macias. Para uma escovação eficaz, não se esqueça de escolher um creme dental com flúor e usar sempre o fio dental.

A dica Condor para quem está à procura de uma escova de dentes para chamar de sua, é a escova dental Antibac

Produzida com íons de prata, que ajudam a eliminar as bactérias e que podem contaminar a escova, a Antibac Condor possui cerdas em zig zag que alcançam melhor os espaços entre os dentes. Ah! Ela ainda vem com um prático estojo protetor com ação antibacteriana.

Capriche na higiene da prótese dentária


Para quem usa próteses fixas ou móveis e acha que por causa disso pode deixar a limpeza bucal para mais tarde. Ledo engano! Assim como os dentes naturais, as próteses também acumulam placa bacteriana e devem ser higienizadas ao acordar, antes de dormir e após cada refeição. 

A dica Condor é usar a escova Protética para fazer a higienização de próteses e de aparelhos ortodônticos móveis. 

A escova Protética possui cabeça com cerdas dos dois lados, um para escovar os dentes e outro para a limpeza detalhada de regiões como os sulcos e gengivas. A escova possui um cabo revestido de borracha, que garante mais segurança na pegada, evitando que escorregue das mãos.

Como fazer a higienização correta da sua prótese dentária

  • Tenha duas escovas: uma para os dentes naturais e outra para a prótese;
  • Faça a higienização da prótese móvel usando movimentos delicados;
  • Coloque um pouco de creme dental não abrasivo na escova Protética  Condor e limpe cada parte da prótese, removendo quaisquer resíduos de alimentos e placa bacteriana; 
  • Antes de colocar a prótese, faça bochecho com água e com a ajuda de uma escova dental ultramacia para massagear a gengiva, as bochechas e, claro, limpar a língua;
  • Quando a prótese não estiver sendo usada, guarde-a em recipiente tampado com água para evitar contaminações;
  • Duas vezes por mês, coloque a prótese durante 30 minutos, em um copo com água e três gotas de água sanitária. Lave com bastante água antes de usar novamente;
Usa prótese dentária, mas tem também dentes naturais? Nesse caso, o ideal é usar uma escova extra macia ou macia para essa etapa da escovação dental. 

Já a limpeza da prótese fixa deve ser realizada da mesma forma que os dentes naturais. A escova indicada é a mesma utilizada para os dentes naturais, pois as cerdas macias permitem que a escovação seja feita de forma mais detalhada e delicada, evitando lesões na gengiva.

Acompanhe nossas redes sociais e não perca nenhum conteúdo! saúde bucal saúde bucal em idosos